06/06/2017 12h17 - Atualizado em 06/06/2017 12h17

Beneficiário do BNDES e Cotado para Conselho de Ética, Chaves é sogro e sócio de investigado na Lava Jato

Fabiano Portilho
 

Segundo o prestigioso site, O Antagonista, o senador Pedro Chaves (PSC-MS), suplente de Delcídio do Amaral (Preso na Lava Jato) e cotado a Presidente do Conselho de Ética do Senado, QUE ALÉM de ser beneficiado pelo BNDES em 1998 com quase R$ 5 milhões de reais é sogro e sócio de Fernando Barros Bumlai, INVESTIGADO NA OPERAÇÃO LAVA JATO. Fernando é filho de José Carlos Bumlai (Amigão de Lula) condenado a 9 anos na Lava Jato.

Pedro Chaves é ligado à família do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula. Na época para conseguir o empréstimo junto ao BNDES nomeou o genro (FERNANDO BARROS BUMLAI) investigado pela FORÇA TAREFA DA LAVA JATO como seu Diretor Interativo da Faculdade e sócio no estacionamento SANTOS -ME. Segundo o Procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol; "TER sido AMIGO DO REI nesta época TINHA SUA VANTAGEN$$".

Bumlai foi preso em 24 de novembro também na Lava Jato. Uma filha de Pedro, Neca Chaves Bumlai, é casada com Fernando Bumlai, filho de José Carlos Bumlai e um dos gestores da Usina São Fernando.

Atualmente, Pedro Chaves é diretor-presidente da Master Class Participações e Assessoria, vice-presidente da Associação Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul, conselheiro do Instituto Sul Matogrossense de Ensino Superior (ISES) e diretor do Conselho do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul.

O empresário também preside o Conselho Deliberativo do Centro Universitário IESB, de Brasília e diretor-geral da Moderna Associação Campograndense de Ensino (MACE).

De acordo com o site do Senado, Pedro Chaves é casado e nasceu em 1940, na cidade de Campo Grande (MS). Formado em Economia e Engenharia Econômica pela Unicamp, é mestre em Economia pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (Fipe).

"A carreira de empresário começou em 1971, quando assumiu a direção de uma escola particular de Campo Grande. Anos depois, criou o Centro de Ensino Superior de Campo Grande (Cesup), transformado mais tarde na Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Foi reitor da Uniderp até outubro de 2006, quando vendeu a instituição para o grupo Anhanguera Educacional, de São Paulo", informa o Senado.

Em novembro de 2013, Pedro Chaves assumiu a Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais de Campo Grande. Ficou no cargo até março do ano seguinte.

Envie seu Comentário