Bernal frenquentava empresa de doleiro, aponta relatório da PF

07/05/2016 11h07 - Atualizado em 07/05/2016 11h07

Bernal frenquentava empresa de doleiro, diz relatório da PF

Fabiano Inove
 

Relatório da Polícia Federal desmonta toda a tese defendida pela assessoria do atual prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) "de que não há comprovação de reuniões com a quadrilha do doleiro Fayed Antoine Traboulsi". Conforme relatório final da Operação Miqueias da Policia Federal, Alcides Bernal era frequentador da empresa Invista Investimentos do doleiro.

O doleiro Fayed Antoine Trabousi investigado na Operação Miqueias, é sócio dos doleiros Carlos Habib e Alberto Youssef, presos na Operação Lava Jato. Segundo investigações, Youssef e Fayed deram um prejuizo no Igeprev 6 vezes maior que rombo da Petrobras.

Para a PF, a quadrilha de Fayed tinha apenas um objetivo: corromper políticos para repassar dinheiro dos fundos de previdência municipal para aplicações financeiras indicadas pelo grupo. Segundo relatório do Ministério da Previdência, a Invista sugeriu aplicações em fundos que acabavam dando prejuízo ao município. “A Invista aparenta ser uma empresa legal no mercado, quando, na verdade, não possui existência formal, não tem CNPJ, nem registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). A investigação demonstrou ser verdadeira a suspeita do Ministério da Previdência no sentido de que a Invista, a pretexto de promover palestras no local, estaria em verdade aliciando prefeitos e gestores dos Regimes Próprios municipais para o esquema criminoso”, diz a chefe da operação Miqueias da PF

Acompanhe relatório da PF:

Segundo a revista Veja três diálogos captados em 2012, entre o deputado federal Waldir Maranhão com o doleiro da a sensação de que o atual presidente da câmara, agia como um funcionário subalterno de Fayed Traboulsi. Ele marca encontros do doleiro com prefeitos. Opera como farejador de oportunidades para a quadrilha de Fayed aproveitar. O deputado era remunerado pela quadrilha.

Num dos diálogos, de 8 de novembro de 2012, Waldir Maranhão promove a aproximação de Fayed Traboulsi com o então prefeito eleito de Campo Grande (MS), Alcides Bernal (PP). O doleiro mirava o fechamento de negócios com a prefeitura.

Envie seu Comentário