16/05/2017 11h58 - Atualizado em 16/05/2017 11h58

"Casas de Lamas": Marun e PMDB recebiam propinas da Bigolin através do "Minha Casa, Minha Vida", aponta investigação

Fabiano Portilho
 

"Mesmo após o fim de seu mandato, André Puccinelli continua sendo um dos homens mais poderosos e influentes de Mato Grosso do Sul". A declaração foi dada pelo delegado da Polícia Federal, Cleo Mazzotti, ao pedir a prisão preventiva do ex-governador do Estado.

No pedido, a polícia reforça a necessidade da prisão do ex-governador, alegando que ele representa grave risco à ordem pública, "porquanto pode, a qualquer momento, fazer uso de sua poderosa influência para a prática criminosa exposta nesta representação".

Puccinelli é investigado pelos crimes de peculato doloso, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e por fazer parte de organização criminosa. Os crimes estão relacionados à contratação da Gráfica Alvorada, isenção fiscal concedida à JBS e transações envolvendo a MB, Proteco e Águas Guariroba.

Para a polícia, Puccinelli é "o cérebro da organização criminosa" e há indícios de que ele delegava funções

Prova disto, a Agesul estava sob o comando do ex-Secretário de Obras Edson Giroto e do empresário João Alberto Krampe Amorim dos Santos (PROTECO), já a Fazenda estavam a frente André Luiz Cance e João Baird (ITEL E PSG), na Secretaria de Educação Jodascil da Silva Lopes e o dono da Gráfica Alvorada, Mirched Jafar Junior. Agora as investigações avançam sobre a antiga AGEHAB, comandada, na época, pelo Deputado Federal Carlos Marun (PMDB).

"Casas de Lamas"

Segundo investigações, Roberto Bigolin, seria outro integrante da organização criminosa, conforme levantamento feito pelos investigadores, o governo Puccinelli construiu 50 mil casas e todas as empresas que participavam das licitações ficavam na obrigação de comprar materiais de construção da Bigolin Materiais de Construção. As notas empenhadas eram superfaturadas ou tinham duplicidades e essas propinas escoavam em forma de doações para as campanhas do PMDB entre os anos de 2006, 2008, 2010 e 2012, totalizando quase R$ 3 milhões.

Os maiores contemplados com as doações foram: André Puccinelli - R$ 507 mil, Edson Giroto - R$ 500 mil, Carlos Marun - R$ 307 mil, o Senador Waldemir Moka e o Deputado Federal Mandetta, ambos com R$ 200 mil.

A compra de um terreno por R$ 700 mil vendido por R$ 1,94 milhão para Programa 'Minha Casa Minha Vida" atraiu a Policia Federal.

Roselene Pedroso da Silva, dona de uma área 191.367 metros quadrados em Dourados-MS, vendeu para o engenheiro civil, Márcio Margarido por R$ 708 mil. No dia 19 de agosto de 2009, Margarido revendeu o mesmo terreno para a empresa L.C Braga Incorporadora, Consultoria e Engenharia Ltda por R$ 1.940.000,00 e pasmem!! a mesma empresa, para a qual Margarido trabalha.

Esta área somente passou a pertencer a zona urbana de Dourados no dia 16 de julho de 2009 quando a Câmara Municipal de Dourados aprovou a lei 3286, que alterou o perímetro urbano para possibilitar a aquisição da área e a construção de casas populares no local.

O terreno tem a sua frente voltada para a rodovia MS-156, entre o Jardim Guaicurus e o Distrito Industrial e poderá ser adquirido pela Caixa Econômica Federal para a construção de casas do programa "Minha Casa, Minha Vida", do governo federal, através do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Nas duas transações as escrituras da área foram lavradas no cartório do Distrito de Panambi e registradas no Cartório de Registro de Imóveis de Dourados. No dia 10 de setembro de 2009 consta na matrícula 82.789 obtida junto ao Cartório de Imóveis, o registro do Loteamento Social Dioclécio Artuzi, do programa Minha Casa, Minha Vida que terá 487 lotes distribuídos em vinte quarteirões.

A empreiteira L.C. Braga sediada em Campo Grande foi responsável pela construção das casas no loteamento que homenageia o ex-vereador Dioclécio, tio do ex-prefeito e finado Ari Artuzi. Conforme análise da matrícula do imóvel, Márcio Margarido teve um lucro de pouco mais de R$ 1,2 milhão na venda do imóvel para a empreiteira LC Braga. Isso 28 dias depois de comprar da dona-de-casa Roselene Pedroso da Silva. Conforme investigações a LC Braga é ligada ao Grupo Bigolin de Roberto Bigolin, mas não fica por ai, conforme levantamento feito pelo Portal i9, o mesmo engenheiro Márcio Margarido é doador de campanha para o Deputado Federal Carlos Marun (PMDB). Acompanhe:

 

Grupo Bigolin após entrar com RECUPERAÇÃO JUDICIAL, no inicio de 2016, no valor de R$ 70 milhões, agora passa por investigações de Sonegação Fiscal e Evasão de Divisas, suspeito de usar empresas de fachada para lavar dinheiro de propinas de agentes politicos e públicos.

No atual momento além de dívida com fornecedores e investigação numa futura investida da Policia Federal denominada "Casas de Lamas", ainda existem NOVAS DENÚNCIAS de prestadores de serviços, que afirmam que não receberam por serviços executados ao grupo dos proprietários ROBERTO BIGOLIN E IONARA BIGOLIN.

Agora NOVAS DENÚNCIAS APONTAM que os filhos seriam usados como "laranjas" para abertura de Offshore e Holding em Paraísos Fiscais para lavagem de dinheiro. Segundo investigações, Bigolin é investigado no processo 0013334-70.2013.4.03.6000 comandado pelo Procurador da República Silvio Amorim, no qual investiga seu contador Avelino Alves e ele num esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Empresas e amante, supostamente lavam dinheiro de Bigolin

Além de usar a concubina com nome de CÁSSIA ROSA, que mora numa exuberante cobertura nos altos da Avenida Afonso Pena como Laranja, ele tem a Ângulo Construções, empresa em nome de Denise e Roberto Bigolin Filho. Porém, ela também seria de Roberto Bigolin, assim como a D&D, no nome de Ionara Bigolin. Outra empresas seriam também usadas como verdadeiras lavanderias pelo empresário, como a: Casa Plena Materiais de Construcao, Escala Servicos e Participacoes Societarias Eireli, Inovacao, Decoração, Design, Engenharia e Arquitetura, Eficaz Serviços e Participações Societarias Eireli, Rhr Agencia de Turismo Ltda - ME, Pantaneiros Eventos Ltda - ME, J S C Serviços e Participações Societarias Ltd, Brazilian Opportunities Assessoria Empresarial Ltda.

Envie seu Comentário